Blog / Notícias, dicas e todas informações do Programa.

A importância da redução de sal nos alimentos

quinta-feira, 22 de maio de 2014

sal

Este é um dos assuntos mais abordados mundialmente. Um dos maiores vilões da alimentação, o sal ainda está muito presente na mesa da população brasileira.

E não somente o sal acrescido nas refeições, mas também nos produtos industrializados como biscoitos, refrigerantes, salgadinhos de milho, misturas para bolos, massas instantâneas, embutidos, etc.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Guia Alimentar para a População Brasileira, a recomendação diária para adultos é de no máximo 5g de sal por dia (2000mg de sódio), e para crianças e adolescentes, os limites máximos de consumo de sódio e sal são ainda menores. Porém, o consumo médio do brasileiro é de 12 g de sal diárias, ou seja, mais que o dobro da recomendação máxima.

Um dos fatores que mais preocupa o Ministério da Saúde é o fato desses produtos serem amplamente consumidos pela população brasileira, principalmente entre as crianças. Segundo o governo, reduzir o consumo de sódio no país é uma forma de diminuir o número de doenças crônicas, como hipertensão e doenças cardiovasculares.

A hipertensão arterial, como muitos sabem, é uma das principais doenças relacionadas ao consumo de sódio e sal, e possui grande importância no Brasil. Uma pesquisa realizada com mais de 54 mil brasileiros, em 2011, mostrou que a hipertensão arterial atingia 22,7% da população adulta.

A presença da hipertensão pode ter inúmeras causas, tais como hereditariedade, excesso de peso, sedentarismo, alcoolismo, estresse, fumo e má alimentação. E ela está relacionada a doenças como infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral e doenças renais.

Entretanto, uma alimentação equilibrada pode favorecer a saúde em vários aspectos, beneficiando o funcionamento do organismo como um todo e melhorando o ritmo dos vasos sanguíneos e da musculatura do coração. A inclusão de cálcio, magnésio, potássio e fibras na alimentação são de extrema importância para que a hipertensão seja realmente diminuída com melhores resultados.

Cada uma dessas substâncias mantêm um papel importante na saúde do coração. Veja abaixo a função de cada uma delas:

Cálcio: auxilia na contração da musculatura e melhora as condições do tônus vascular

Potássio: auxilia na excreção do sódio

Magnésio: mantém o efeito vasodilatador

Fibras Solúveis: podem diminuir a absorção de gordura e também diminuir o colesterol hepático. Esses efeitos podem contribuir na diminuição de riscos de formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

Fibras Insolúveis: Não atuam na diminuição de gordura, mas contribuem no aumento da saciedade, que por sua vez limita o consumo de alimentos e ainda favorece os movimentos do intestino.

É fácil incluir na nossa alimentação o consumo desses nutrientes, pois estão presentes em muitos alimentos que consumimos no dia a dia. Por exemplo:

O cálcio pode ser encontrado no leite e em seus derivados (de preferência com baixo teor de gordura), na sardinha e em hortaliças verdes escuras que também são fontes desse nutriente.

O potássio e as fibras solúveis são encontrados em abundância nos legumes, verduras e frutas.

O magnésio é encontrado em oleaginosas como nozes, amêndoas e castanhas, feijões, ervilhas, soja, lentilha, hortaliças verdes escuras e cereais integrais.

E as fibras insolúveis são encontradas em cereais integrais, arroz, aveia e farinhas (principalmente nos vegetais como farinha de coco, de amêndoas, amaranto e quinoa).

Mas, atenção: leia atentamente os rótulos para conhecer o teor de sódio presente nos alimentos antes de consumi-los!

Aqui vão algumas dicas pra você se atentar nessas informações:

*         Dê preferência aos alimentos com teor de sódio reduzido ou sem adição de sal

*          Na hora da escolha dos alimentos, esteja ciente de que: molhos de soja, alimentos em conserva ou curados apresentam alto teor de sódio

*         Dê preferência para aves frescas, peixes e carnes magras em vez de enlatados, defumados ou processados

*         Observe os refrigerantes light e diet, pois podem conter alto teor de sódio, já que alguns edulcorantes contém sódio na sua composição.

*         Evite condimentos industrializados como: temperos prontos, molho de soja e glutamato monossódico ou escolha as versões com baixo teor de sódio

*         Limite o consumo de alimentos embutidos. Estes possuem alto teor de sódio e de conservantes que fazem mal à saúde

*         No momento de preparar sua refeição, dê prioridade a temperos naturais como alho, cebola, ervas frescas, azeites e limão, pois estes são naturais, realçam o sabor e fazem bem à saúde!

Voltar