Blog / Notícias, dicas e todas informações do Programa.

Alimentos que combatem o estresse!

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

shutterstock_80343025

Quando passamos por períodos estresse, o organismo sofre alterações metabólicas, como a produção excessiva de radicais livres. O acúmulo dessas substâncias leva ao envelhecimento precoce, decorrente da morte das células, podendo causar doenças como câncer e mal de Parkinson, por exemplo.

Maus hábitos também podem aumentar a produção dos radicais livres, como fumar, beber álcool em excesso e se alimentar de forma inadequada. Isso mesmo! O alto consumo de alimentos gordurosos, açucarados, embutidos e industrializados pode agravar seriamente este problema.

Mas, felizmente é possível combater os radicais livres! Além de adotar bons hábitos, como largar o cigarro e a bebida alcoólica, praticar atividades físicas e dormir bem, a alimentação correta e balanceada fornece uma boa quantidade de antioxidantes, que combatem os radicais livres, além de fortalecer o sistema imunológico.

Alimentos como acerola, goiaba, morango, kiwi, laranja, pimentão vermelho e brócolis cru, por exemplo, são fontes de vitamina C, um antioxidante importante para combater o envelhecimento das células e melhorar a circulação sanguínea cardíaca.

Do mesmo modo, o selênio é um mineral de potente ação contra compostos tóxicos no organismo. Ele atua diretamente dentro das células, transformando essas toxinas em substâncias não prejudiciais para o nosso corpo, afastando o dano oxidativo, fortalecendo as células e melhorando a resposta imune. Os alimentos mais ricos neste mineral são a castanha-do-pará, salmão, farelo de trigo e semente de girassol.

A vitamina A e a vitamina E também atuam no combate aos radicais livres, pois são antioxidantes lipossolúveis. A primeira também participa na saúde ocular, protegendo a visão contra doenças de alto risco, e a segunda possui efeito anticancerígeno, principalmente contra o câncer de pele e de mama. Suas principais fontes são: gema de ovo, cenoura, papaia, damasco, abóbora, espinafre, leite e derivados, óleo de girassol, azeite de oliva, nozes, grãos integrais, peixes e vegetais folhosos escuros.

Contudo, o consumo habitual de vitaminas A e C, em companhia do selênio, zinco e do ácido fólico, é essencial para o fortalecimento e bom funcionamento do sistema imune. O zinco exerce um papel importante no metabolismo das proteínas, carboidratos e lipídeos. Já o ácido fólico ou folato, é importante para evitar a má formação genética.

Ambos realizam um trabalho de extrema importância no nosso organismo, pois são poderosos nutrientes. Suas principais fontes podem ser encontradas em alimentos como feijão, vegetais verde-escuros, frutos do mar, carne vermelha e semente de abóbora, por exemplo.

Assim, uma alimentação rica em vitaminas e sais minerais, afasta significativamente o risco de doenças crônicas não transmissíveis, além de fortalecer o corpo, equilibrar o metabolismo e manter as funções em perfeita sintonia. Busque o seu equilíbrio, invista na sua saúde e viva feliz.

Voltar