Blog / Notícias, dicas e todas informações do Programa.

Conheça 7 temperos que ajudam a reduzir o sal nas refeições

sexta-feira, 10 de maio de 2019

temperos diversos sobre a colher

Manter a pressão arterial controlada é essencial para a saúde, uma vez que ela é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidente vascular cerebral, enfarte, aneurisma arterial e insuficiência cardíaca e renal.

Segundo o Ministério da Saúde, um em cada quatro brasileiros dizem ter diagnóstico médico de hipertensão. A doença tende a aumentar com a idade, chegando a 60,9% entre os adultos com 65 anos e mais.

O que o sal tem a ver com isso?

A ingestão descontrolada de sódio pode ser um dos motivos para a hipertensão. Muitos alimentos ultraprocessado contêm alta quantidade de sódio. É o caso de embutidos, enlatados, biscoitos salgados, maionese, alimentos em conserva, sopas e temperos prontos. O sal de cozinha (um dos temperos mais utilizados na cozinha) também é riquíssimo em sódio! Portanto, a indicação é de que o consumo deve ser controlado: no máximo, 5g por dia, o equivalente a 5 colheres de café rasas.

A boa notícia é que alguns substitutos do sal nas receitas do dia a dia podem trazer muitos benefícios para a saúde. Temperos como alho e cebola, por exemplo, podem ser excelentes ideias para alimentar-se com sabor e manter a saúde do coração.

Confira alguns temperos que podem entrar nas suas receitas no lugar do sal e, de quebra, tornar a alimentação saudável e prazerosa.

1. Alho

Além de combinar com praticamente todas as comidas, é um anti-inflamatório natural. Na gripe, ajuda a eliminar secreções respiratórias e induz a sudorese, diminuindo a febre. Ajuda a prevenir a arteriosclerose e reduzir a pressão arterial. Pode ser utilizado de 2 a 4g nas preparações, 3 vezes ao dia.

2. Cebola

Limpa secreções respiratórias, melhora dores articulares, é antidepressiva, antioxidante e anti-inflamatória. Cuidado com a cebola crua em excesso, pois pode “agredir” o estômago. Caso haja sensibilidade, use-a na forma de caldos.

3. Limão

Tem propriedade anti-infecciosa e pode ser utilizado tanto na forma de sucos como na forma de chás. É comumente utilizado contra infecção urinária, pois cria um meio impróprio para a sobrevivência da bactéria no trato urinário. Combina muito bem com outros temperos para saladas e peixes.

4. Tomilho

Antisséptico, ajuda na prevenção de problemas respiratórios, reduz o colesterol e protege contra o envelhecimento das células. Utilize nos temperos, principalmente em alimentos consumidos crus como a salada e nas carnes vermelha e de frango.

5. Manjericão

Antiviral, auxilia no tratamento de catarata e diabetes. Acelera a cicatrização da pele e protege contra desconfortos intestinais. As folhas frescas podem ser consumidas com peixes ou risotos, as folhas secas ou em pó podem ser ótimo temperos para saladas e molhos.

6. Salsa

Utilizada para problemas de circulação e retenção de líquidos, celulite, anemia e esgotamento físico. Beneficia a digestão e a tireoide. Pode ser utilizado in natura, em forma de pastas ou em chás. Consumir 3 folhas de salsa antes das principais refeições ajuda a retirar as toxinas do organismo. Experimente o patê feito com 1 maço de salsa e água suficiente para bater no liquidificador e ficar na consistência adequada. Tempere com azeite e consuma com pães e torradas.

7. Alho-poró

Um vegetal com alto teor de fibras e inúmeras vitaminas e minerais, que contribui para o bom funcionamento do intestino, previne câimbras, fortalece os músculos e estimula a calcificação óssea. Previne o envelhecimento, melhora o sistema cardiovascular e estimula o sistema de defesa. Na culinária, por ter um sabor suave em relação a outros temperos como salsa, cebola e cebolinha, cai bem em quase todas as preparações.

Atenção: o consumo de nenhum alimento dispensa a orientação médica. Não suspenda o uso de medicamentos por conta dos benefícios dos temperos. Eles entram como colaboradores na prevenção, não como tratamento exclusivo de doenças.

Voltar