Blog / Notícias, dicas e todas informações do Programa.

Dicas práticas de como evitar a perigosa contaminação cruzada

sexta-feira, 18 de maio de 2018

A contaminação cruzada acontece quando microrganismos que causam doenças se deslocam de um alimento para o outro. Em geral, essa movimentação é facilitada pelo uso de utensílios (facas, colheres), equipamentos (liquidificador, tábuas) ou do próprio manipulador.
Como as doenças causadas por esse tipo de contaminação são muito sérias (e podem, inclusive, trazer problemas legais para o seu estabelecimento), é preciso ter cuidado redobrado na manipulação e preparo dos alimentos.
As dicas a seguir foram elaboradas pelo Ministério da Saúde e vão ajudar a manter a contaminação cruzada bem longe da sua cozinha:

• Lave muito bem as mãos antes de manipular qualquer tipo de alimento.
• Lave bem as mãos e utensílios ao manipular alimentos diferentes.
• Separe carnes e peixes crus de outros alimentos.
• Utilize diferentes equipamentos e utensílios, como facas ou tábuas de corte para alimentos crus e para alimentos cozidos.
• Guarde os alimentos em embalagens ou recipientes fechados, para que não haja contato entre alimentos crus e cozidos.
• Lave bem os utensílios e as mãos depois de manipular alimentos crus.
• Higienize as frutas, verduras e legumes em água corrente e deixe-las de molho em água com hipoclorito de sódio (1 colher de sopa rasa de Hipoclorito de Sódio com concentração entre 2,0 e 2,5% para cada 1 litro de água).
• O processo de descongelamento dos alimentos deve ser feito sempre dentro da geladeira.
• Não congele alimentos que já foram descongelados.
• Todos os alimentos, dentro ou fora da geladeira, deverão estar em recipientes fechados com tampa ou cobertos com plástico transparente.
• Evite usar ovos crus em receitas.
• Evite a exposição do alimento em temperatura ambiente por mais de 2 horas.
• Não misture alimentos prontos com as mãos. Por exemplo, farofa, salada, etc.
• Após o preparo do alimento, consumir em, no máximo, 2h.

Voltar