Blog / Notícias, dicas e todas informações do Programa.

Dinamize a produção seguindo orientações sobre logística de compras?

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Mercadão municipal local de compras

Ao planejarmos a alimentação para uma coletividade, devemos entender a importância da qualidade e da quantidade dos produtos a serem comprados, pois assim diminuímos os custos e evitamos erros de ausência de produtos. É aí que a logística de compras ganha destaque.

O primeiro passo é fazer a previsão de gêneros, que é a lista de alimentos que precisam ser comprados de acordo com a quantidade de pessoas (per capita) que irão consumir.

Para que isso ocorra da melhor forma possível, é necessário levar em conta os seguintes itens:

• Os cardápios precisam ser planejados;
• A frequência de utilização de cada produto no período da previsão deve ser estimada;
• Você precisa saber a quantidade existente no estoque para descontar na hora da compra;
• É necessário estimar o número de refeições que serão oferecidas;
• Calcule o consumo per capita bruto dos alimentos;
• Lembre-se de fazer o cálculo quantitativo – é realizado o cálculo do per capita bruto de cada alimento das preparações apresentadas no cardápio;
• Para o cálculo do per capita, considera-se o número de pessoas que irão consumir e os dias em que servem a refeição.

Você conhece o seu público?

Existem alguns fatores que influenciam no consumo per capita dos frequentadores do restaurante. Vale descrever o seu público com riqueza de detalhes, levando em conta:

• Hábito alimentar;
• Tipo de atividade dos clientes;
• Sexo (masculino ou feminino) e idade dos clientes;
• Condição climática do local onde atende;
• Qualidade e apresentação das refeições;
• Frequência dos pratos.

Como escolher os fornecedores

Faça uma seleção de fornecedores e leve em consideração os critérios: visita-técnica, preço, qualidade dos produtos, idoneidade, condições de pagamento, veículo de entrega, prazo de entrega, localização. Além disso, vale ter atenção para o seguinte:

• Examine vários fornecedores e mantenha pelo menos 3 fornecedores para cada grupo de alimentos;
• Envie os pedidos com tempo suficiente;
• Requisite relação de preços frequentemente;
• Compre de acordo com a sazonalidade;
• Conserve catálogos de fornecedores atualizados;
• Organize um painel de testes;
• Mantenha bom relacionamento com representantes comerciais para ter informações frequentes.

É importante que o restaurante possua um responsável pela seleção dos fornecedores para realizar visita técnica, cadastro, cotação e aquisição. Na compra de produtos frescos, compare preços com pré-processados, que possuem a validade mais longa.

Depois de os pedidos serem feitos, organize a periodicidade para entrega de cada alimento da seguinte maneira:

• Produtos estocáveis devem ter a programação de pedidos feita a cada 15 dias, com entrega semanal;
• Produtos cárneos devem ser pedidos com uma semana de antecedência e ter entrega de 48h antes do uso;
• Produtos de hortifruti devem ser pedidos com 1 dia de antecedência e entregues no mesmo dia de uso.

Como fazer estoques

Cuidar bem do seu estoque também é uma forma de seguir uma logística de compras. Afinal, sabendo o que tem à disposição, você pode ter margem até para negociar bons preços.

Estoque mínimo (também chamado de segurança) é a menor quantidade de insumos que você deverá ter no estoque para prevenir qualquer eventualidade ou emergência. Isso deve ser calculado levando-se em consideração o consumo médio e os dias necessários para a entrega do produto. Há restaurantes que consideram de 1 a 3 dias.

Já o estoque máximo é a maior quantidade de produtos que deve existir na organização, para garantir o consumo até o próximo recebimento.

Voltar