Blog / Notícias, dicas e todas informações do Programa.

Veja como impulsionar o seu negócio vendendo marmitas

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Você já ouviu falar naquele ditado “Se não pode vencê-los, junte-se a eles”? É mais ou menos assim que você pode evitar que a moda das marmitas atrapalhe o seu negócio.

Pensando em manter uma rotina mais saudável e até economizar dinheiro, as pessoas têm apostado cada vez mais nas marmitas para fazer as refeições fora de casa.

Como, apesar da boa vontade em investir em uma nova forma de se alimentar, a rotina continua bastante corrida para muitos, encontrar uma empresa que forneça as marmitas prontas tem sido o solução. Que tal aproveitar a onda e impulsionar o seu negócio?

Como montar boas marmitas

O ideal é montar a marmita pensando em um prato de mesa. Um quarto desse prato pode ser de arroz, um quarto de feijão e um quarto de carne. O último quarto é de salada. Tenha essa fórmula como referência e, então, faça substituições dentro de cada grupo alimentar para garantir um cardápio variado.

Como fazer essas substituições? Os nutricionistas do Ministério da Saúde ensinam: o arroz (carboidrato) faz parte do grupo das massas, então, pode ser substituído por batata, macarrão, mandioca, mandioquinha. A carne (proteína) pode dar lugar a ovo, frango, peixe, grão-de-bico.

Se quiser servir salada fresca, considere a possibilidade de ela ser armazenada em um compartimento separado das demais preparações, para que o aquecimento não deixe as verduras murchas. Mas sempre há a opção de oferecer verduras e legumes cozidos, para que tudo seja aquecido ao mesmo tempo.

Lembre-se de que cardápio planejado evita soluções menos saudáveis de última hora, então, crie uma rotina na sua cozinha considerando não só essas substituições nutricionais, mas o bom aproveitamento dos ingredientes.

Pulo do gato: aposte nas versões integrais dos alimentos, que são ricos em fibra e promovem uma saciedade maior. Não abuse de óleos, gorduras e sal – lembre-se de que temperos naturais são mais benéficos à saúde. Coloque mais cores no prato, deixando a refeição mais nutritiva.

Dicas práticas de congelamento

  • Verduras e legumes devem ser cozidos por menos tempo do que o habitual, pois alguns alimentos podem ficar mais macios quando congelados.
  • Use menos tempero antes do congelamento, para que, durante o processo de descongelamento, o tempero fique mais fresco.
  • Quanto mais rápido o alimento for congelado, menos tempo ele ficará em temperatura que favoreça o crescimento de microrganismos.
  • Ao congelar sua comida, lave bem os recipientes, verifique se estão bem fechados e dê preferência aos potes transparentes.
  • O alimento, depois de descongelado, não deve ser congelado novamente. Isso pode interferir na sua qualidade, aumentando o risco de contaminação.
  • Não descongele os alimentos em temperatura ambiente. Utilize o micro-ondas ou deixe o alimento na geladeira até descongelar.
  • Use embalagens plásticas livres de BPA – essa substância presente nos plásticos, quando aquecida e/ou congelada, libera toxinas que causam danos à saúde, por isso, deve ser evitada. Faça a diferença e oferece mais esse cuidado aos seus clientes.
Voltar