Blog / Notícias, dicas e todas informações do Programa.

Conheça as ervas e as especiarias mais usadas nos pratos brasileiros!

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Ervas-e-especiarias-que-ajudam-no-emagrecimento

As ervas e especiarias são alimentos funcionais e antioxidantes, cuja história remonta à Antiguidade.

Sua utilização confere sempre um resultado surpreendente na elaboração de qualquer prato, e também pode beneficiar a saúde com seu poder terapêutico.

Elas podem auxiliar na digestão, reumatismo, infecções respiratórias, além de contribuir para melhorar o apetite, o trato urinário, insônias, como também os sintomas de constipação ou da gripe.

Alguns tipos de ervas e especiarias de maior uso no nosso país são:

Açafrão: De cor amarelo alaranjada, tem amplo uso na culinária, sendo também utilizado como condimento aromatizante. É o ingrediente indispensável na famosa paella. É usado também em muitas receitas de risotos, pães e frutos do mar. Alguns povos da Antiguidade empregavam o açafrão para fins medicinais e outros para tintura de cabelo.

Alecrim: Originário da região do Mediterrâneo, é uma especiaria de aroma e sabor agradáveis. É indicado para pratos de frango, carneiro, porco e vaca, além de ser utilizado em sopas, vegetais, marinados, peixes e frutos do mar.

Anato (urucum): Também conhecido como urucum, é um importante ingrediente para muitas receitas, sendo matéria-prima fundamental para se obter o “colorífico” (colorau) que é uma mistura de anato com o fubá. É usado para colorir arroz, farofa, frango e picadinho de carne.

Coentro: Bastante parecido com a salsa, porém com odor característico. É especialmente usado no preparo de peixe, camarão, galinha e molho para salada. Também é muito usado para temperar churrasco. Sua semente pode ser usada para preparar uma infinidade de opções culinárias.

Cominho: É encontrado em grão ou em pó e usado em vários tipos de receitas, doces ou salgadas. Ele é empregado como um ingrediente indispensável para fazer chucrute, chili e curry. Também é usado no preparo de pães, bolachas, queijos e licores ou com arroz, carne, hambúrguer, sopa, assado, molho de tomate, batata, lentilha e repolho.

Hortelã: Usada para a preparação de assados como o carneiro e de quibe. Pode ser acrescentada à água ou em bebidas refrescantes e na elaboração de chás.

Louro: Suas folhas são aromáticas e podem ser usadas frescas ou secas, sendo indispensável em um grande número de receitas. É usado em molhos, ensopados e água para cozinhar legumes. Também é utilizado como preparo para feijão e indispensável para o preparo da feijoada. Pode ser usado moído, porém com moderação, pois é extremamente forte.

Manjericão: São encontradas muitas variedades de manjericão, com diferentes tamanhos, cores e aroma, sendo todas usadas para fins culinários. Muito usado na maioria das receitas que utilizam tomate, na preparação de recheios, quase todos os tipos de carnes, legumes, sopas, ovos, queijos, hambúrgueres e pizzas. Combina com outras ervas na elaboração de vários pratos.

Noz moscada: É encontrada inteira ou moída. Ralada na hora, pode ser colocada em bebidas, frutas, pudins e sopas. É usada para temperar molhos (em especial molho branco), carnes, legumes e no preparo de bolachas, tortas e bolinhos.

Páprica: É um pó avermelhado, sendo uma das três especiarias mais populares. É obtida com a maceração do pimentão doce seco, ao qual são misturados outros tipos de pimentão e pimenta, transformando-os em páprica doce ou picante. É usada em sopa de legumes, frango ensopado, carne, peixe e molho. É também usada para dar coloração ao arroz ou qualquer alimento de cor clara.

Tomilho: Uma das ervas  mais conhecidas, é usado para temperar carnes, aves, peixes, podendo vir sozinho ou acompanhado de sálvia e alecrim.

Gengibre: É uma especiaria de longa data, é considerado o tempero mais comum depois da pimenta. Apresenta sabor e cheiro fortes, podendo ser usado fresco ou em pó em inúmeros pratos, especialmente os de carne. Use também para preparar bolos, pães, bolachas, molhos, chutney, conservas, saladas, ponches, chás e sorvetes, sendo indispensável no preparo do quentão.

Erva-doce: Utilizada desde a antiguidade, é ideal para aromatizar bebidas. É usada na culinária, adicionando-a a sopas de peixe, lagosta e marisco, além da elaboração de doces, bolos, pães e biscoitos.

Orégano: É um tempero natural para pizzas, molhos, sopa de legumes, recheios e vários tipos de carnes. Combina perfeitamente com azeite de oliva no preparo de queijos e azeitonas para aperitivos.

Salsa: Fonte de vitamina C e vários minerais. Tem aroma agradável e é usada para decorar e realçar o sabor da maioria dos pratos. Pode ser usada desidratada, porém fresca, o aroma e o sabor são inigualáveis!

Cebolinha verde: Rica em vitaminas A e C, pertence à família das cebolas. Quando fresca, a melhor maneira de picá-la é com tesoura culinária. Quando salpicada, é uma finalização perfeita e atraente para qualquer prato. O ideal é usá-la na finalização do prato para que não perca seu sabor.

Canela: É uma das especiarias mais conhecidas. Pode ser utilizada em pau ou em pó. É aplicada em pratos salgados, mas principalmente em doces como mingaus, compotas e chás.

Cravo-da-índia: Inteiro, moído ou combinado com outras especiarias, é largamente usado em diferentes pratos e bebidas, assim como para a decoração dos mesmos.

Mostarda: É muito usada como condimento e também para fins medicinais. Existem duas variedades que são utilizadas: a amarela e a marrom. Ambas possuem sabor característico e são muito usadas no preparo de picles, legumes, carnes grelhadas, batata e repolho. É empregada às preparações tanto na forma moída ou em sementes, quanto na forma de molho.

Cardamomo: Seu óleo é usado em perfumaria e suas sementes, após tiradas das cápsulas, são torradas para serem utilizadas. É usado em pratos doces e salgados e também faz parte de algumas misturas de especiarias. É indicado no preparo de bolos, licores, cafés, picles, carnes, ponches, vinhos aromatizados e farinhas.

Gergelim: Há muitas variedades e é usado no preparo de pães, bolos, tortas, biscoitos, arroz, saladas, massas e peixes. Assim como a semente, seu óleo também é usado na culinária. Com suas sementes moídas, obtém-se o tahine.

Voltar